• Minhas compras
  • Entrar
  • Göran Therborn
    Göran Therborn autor

    Nascido em 1941 em Kalmar, na Suécia, Göran Therborn é Ph.D. em Sociologia pela Universidade de Lund (Suécia) e, desde 2006, professor-emérito (atualmente aposentado) e diretor de pesquisa na Universidade de Cambridge. Foi professor de ciência política na Universidade Católica de Nimegue (Países Baixos), entre 1981 e 1987, professor de Sociologia na Universidade de Gotemburgo (Suécia), entre 1987 e 2003, professor de Sociologia na Universidade de Uppsala (Suécia), entre 2003 e 2006. Em setembro de 2007, foi nomeado doutor honoris causa pela Universidade de Roskilde (Dinamarca).  Nos anos 1970 e 1980, publicou uma série de obras teóricas marxistas, mas desde o início da década de 1990 seu trabalho foca-se principalmente nos estudos sobre modernidades comparadas, sociedade europeia e processos globais. Do marxismo ao pós-marxismo? (Boitempo) é uma retomada dos estudos desenvolvidos nas décadas anteriores.   'Uma rara combinação de intempestiva capacidade intelectual e serena sensibilidade socialista'

triangulo
  • Margem Esquerda 10 Dossiês: 90 anos da Revolução Russa + Em defesa da universidade pública
    R$ 18,00

    O décimo número da revista Margem Esquerda é dedicado aos 40 anos da morte de Ernesto Che Guevara e aos 90 anos da Revolução Russa. A publicação traz um dossiê especial com textos de Moshe Lewin, um dos mais respeitados estudiosos da vitória bolchevique, que analisa a dinâmica de governo dos sovietes. Virginia Fontes debate a atualidade do pensamento de Lenin sobre o imperialismo, enquanto a transcedência da Revolução e a situação atual da Rússia são analisadas por Tony Wood. Além disso, as “Cartas de longe” de Lenin, escritas na Suíça entre março e abril de 1917, compõem a seção “Clássicos ...

    Ano de publicação 2007.

  • R$ 42,00

    Planejado como um mapa e uma bússola, Do marxismo ao pós-marxismo?, de Göran Therborn, é uma tentativa de entender as mudanças sociais e intelectuais radicais entre o século XX e o século XXI. Não tem a pretensão de ser uma história intelectual ou um a história das ideias, mas apresenta propósitos bem claros: situar os espaços de pensamento e as práticas de esquerda; identificar o legado do marxismo do século XX como teoria crítica e analisar o pensamento radical mais recente. A tradução é de Rodrigo Nobile e o texto de orelha do professor da USP Ruy Braga. ...

    Ano de publicação 2012.